Tejo-Ocreza

Figueira

Localização | Produtos | Estórias e Factos | Território | Natureza | História | Património

 

Saber ler nas pedras

FigueiraAldeia com um enorme charme rural. O seu núcleo central esconde no seu emaranhado de ruelas o forno comunitário, o ex-libris da aldeia

Esta aldeia é mesmo uma "aldeia": dizem-nos bom-dia as galinhas nos seus poleiros e as cabras de olhos meigos mas desconfiados; a carroça ainda tem o feno e a horta está mesmo à mão de semear; o forno comunitário ainda tem o quente aroma do pão acabado de cozer.

Figueira é aldeia em xisto, praticamente plana e de fácil circulação. O seu núcleo central esconde no seu emaranhado de ruelas o forno comunitário. Na sua envolvente terrenos agrícolas povoados de oliveiras dão origem ao "ouro verde" que já foi a riqueza da aldeia.

O acesso à aldeia coloca-nos numa bifurcação cujos caminhos envolvem o casco antigo do povoado. Este é alongado, com quelhas ora paralelas ora perpendiculares, formando como que um labirinto onde a todo o momento a presença de múltiplos pormenores da arquitetura tradicional nos transportam para outros tempos. Hortas, quintais, arrumos agrícolas, currais e capoeiras convivem em todo o espaço urbano.

Usufruír...

Eventos da Aldeia: Julho – Noite de Fados | Agosto – Dar vida a (X)isto | Novembro – Magusto com arraial de concertinas | Geocoaching na Aldeia

» Sentir… o aroma a pão cozido, nas proximidades do forno comunitário.
» Divagar… sem destino, no labirinto de quelhas do núcleo central da aldeia.
» Ouvir… os animais que vivem em cada curral, em cada capoeira.
» Utilizar… o serviço de esplanada da Loja Aldeias do Xisto.
» Encontrar… aquela prenda especial na Loja Aldeias do Xisto.
» Disfrutar… o bom gosto, a boa comida e a boa cama da Casa Ti’ Augusta.